13/12/2022

Impermeabilização vale a pena? Entenda mais sobre o assunto!

A ideia de investir na impermeabilização de pisos e revestimentos vêm tomando conta do mercado da construção civil.

Isso porque, ela garante mais durabilidade nos materiais, proporcionando um acabamento com maior custo-benefício agregado.

Se você já ouviu falar sobre esse procedimento, mas não possui total conhecimento sobre o tema, vai poder tirar suas dúvidas agora.

Nós preparamos esse artigo que fala mais sobre a impermeabilização, se esse é um processo vantajoso e se vale a pena investir.

Confira!

 

O que é impermeabilização?

Se neste artigo pretendemos esgotar o tema impermeabilização, precisamos saber responder a pergunta mais básica sobre o assunto: o que é impermeabilização? De modo geral, podemos entender a impermeabilização como sendo um processo de aplicação de produtos específicos sobre superfícies que estão sujeitas às intempéries climáticas, especialmente à água.

Basicamente, o objetivo principal da impermeabilização é protegê-las contra a ação nociva da água, que pode gerar inúmeras manifestações patológicas através de infiltrações, como manchas, bolores e problemas mais graves.

Para ficar ainda mais claro, podemos definir impermeabilização como sendo um procedimento realizado por meio da aplicação de produtos com o objetivo de selar, vedar ou colmatar materiais porosos e suas possíveis falhas. Sua aplicação pode ser feita com diversos tipos de produtos, sempre respeitando as particularidades de cada material e superfície onde será aplicado.

 

Por que investir em impermeabilização?

A impermeabilização não só é essencial porque protege toda a superfície de problemas estéticos como estufamento de pintura, manchas e fungos, mas também é responsável por formar uma camada protetora a fim de evitar problemas estruturais mais graves, como a própria degradação da estrutura por corrosão da armadura e até mesmo impede o surgimento de trincas e fissuras, que podem também contribuir para a deterioração de toda a construção.

É importante falar que a o aparecimento de mofo e fungos é proveniente da umidade e, além de interferir no acabamento das superfícies, afeta a saúde das pessoas que habitam ou frequentam o local. Por isso, a impermeabilização é um processo que está totalmente ligado a questões estéticas, estruturais e até a saúde das pessoas!

Assim, ao impermeabilizar toda a construção da forma correta e utilizando os produtos certos para cada área, você mantém os ambientes conservados, assegurando a integridade da estrutura ao mesmo tempo que proporciona um ambiente saudável para as pessoas que frequentam!

Quando falamos em qualidade de obra, o processo de impermeabilização tem um papel importantíssimo uma vez que se realizada da maneira adequada, a construção contará com mais durabilidade, resistência e menos dor de cabeça. Pense comigo: se durante a obra, você realiza todos os procedimentos necessários para impermeabilizar, com certeza, as chances de surgir problemas com infiltração e umidade são muito menores. E nada melhor que evitar problemas que dão para ser prevenidos, não é mesmo?

 

Como funciona a impermeabilização com hidrofugantes?

Os produtos classificados como hidrofugantes são usados na proteção e conservação de diferentes tipos de substratos.

A solução é uma aliada no combate à patologia nos revestimentos, uma vez que repele agentes agressivos, como os cloretos, e bloqueia infiltrações provenientes da água da chuva em tijolos, telhas cerâmicas, concreto aparente, cerâmicas porosas ou qualquer outra estrutura exposta às intempéries.

Além de manter telhas e paredes com boa aparência, os hidrofugantes asseguram ambientes internos secos e salubres, isentos de bolor ou manchas. O produto pode ser aplicado tanto em áreas internas quanto nas áreas externas, entretanto é mais usual que seja especificado para estruturas que fiquem expostas ao sol e à chuva.

Existem diferentes tipos de hidrofugantes, sendo que os mais utilizados atualmente são aqueles à base de silicone.

As soluções se diferenciam levando em consideração as características do substrato onde serão aplicadas, o tipo de estrutura e a exposição a que estará sujeita.

O desempenho do hidrofugante tem relação com sua base química, que forma uma película hidrófuga que impede a penetração de água.

 

Vale a pena usar hidrofugantes na impermeabilização?

O uso do produto proporciona uma série de vantagens para a edificação, com destaque para:

- O aumento da vida útil do substrato; diminuição de manutenções;

- Alta durabilidade, que no caso dos hidrofugantes à base de silano chega a até 20 anos;

- A criação de fachadas “autolimpantes”, já que a aplicação impedirá que sujeiras fiquem presas na superfície, pois são removidas com as batidas das chuvas.

Os hidrofugantes ainda não têm sua própria norma técnica. Porém, muitos produtos são fabricados de acordo com os requisitos de documentos internacionais, como a norma EN 1504-02 Classe II – Relatório do Polymer Institute P5672-E e a SAI 162/5 (Absorção de água, profundidade de penetração, resistência a álcalis, difusão do vapor d’água, resistência a ciclos de gelo e degelo).

O hidrofugante é considerado um acabamento e dispensa o uso de outras soluções. O produto mantém o aspecto original da superfície, por isso não é recomendada a aplicação de qualquer outro tipo de material sobre ele, inclusive as tintas.

 

Onde adquirir os melhores hidrofugantes do mercado?

Se você gostou da ideia de usar hidrofugantes para fazer a impermeabilização das superfícies em sua obra ou reforma, acesse agora mesmo o site da Arqplace e venha conferir a linha completa que temos para te oferecer.

Em nossa loja virtual você encontra os melhores e mais adequados produtos para fazer impermeabilização, com ótimos preços e excelentes condições de pagamento.

Venha falar com o nosso time de consultores e saiba mais!

Fale conosco
pelo Whatsapp