18/10/2022

Qual o melhor tipo de iluminação para o quarto?

Ter uma iluminação para o quarto especialmente pensada, poderá fazer toda a diferença na hora de conquistar uma noite relaxante.

Isso porque, as luzes tem uma enorme importância na capacidade de tranquilizar o ambiente e torna-lo mais confortável.

Sendo assim, investir em um projeto luminotécnico especial para o quarto é um investimento que vale muito a pena.

Mas, você sabe qual será a iluminação que os especialistas irão propor? Venha conferir qual é o melhor tipo de iluminação para esse ambiente e porque isso pode te ajudar a ter momentos muito mais tranquilos e relaxantes.

 

Como iluminar o quarto?

A iluminação do quarto pode variar do discreto ao ousado. Seja qual o for o seu estilo, a iluminação precisa ser agradável e funcional para o local, além de nos proporcionar momentos de descanso, o quarto precisa transmitir aconchego e bem-estar.

Temperatura de cor

A primeira coisa que precisamos entender é a importância da temperatura de cor no ambiente. Sim! A cor da luz que tem o poder de transmitir a sensação adequada ao ambiente.

E para isso, precisamos compreender a sua importância.

A luz quente ou amarela, tem o poder de transmitir conforto, e é ideal para ambientes de descanso como dormitórios e sala de estar.

Já as tonalidades de Luz neutra e branca, são ótimas para ambientes que necessitam de maior concentração como cozinhas e estações de trabalho.

Essa observação pode parecer apenas um detalhe, mas é fundamental entender a diferença entre luz quente e luz fria para compor a atmosfera do quarto e transmitir a sensação mais adequada ao ambiente.

Luz direta e indireta

Outro aspecto, é a importância da luz direta e indireta que pode ser utilizada de diversas formas no quarto. Entender a sua funcionalidade e combinação costuma ser uma opção interessante na hora de compor a iluminação do ambiente.

Como por exemplo, a luz direta garante uma iluminação mais uniforme e suave em todo o ambiente. Já a Luz indireta permite destaque em lugares específicos no ambiente, pois direcionam o foco de forma independente.

 

Dicas de iluminação para quarto

Agora como aplicar tudo isso de forma adequada na iluminação de um quarto? Separamos algumas dicas para ajudar nessa tarefa.

Escolher o tipo de lâmpada também é um dos passos importantes no projeto de iluminação.

Outra dica é respeitar o tamanho do cômodo. Os lustres e as luminárias, assim como a quantidade de lâmpadas, devem ser escolhidos de acordo com o tamanho do espaço do quarto. No caso de spots, uma distância de 1,5 m entre eles é adequado. No caso de um quarto de 3×3 m uma peça decorativa de 50 cm é proporcional. Isso são só algumas sugestões.

Investir na qualidade dos produtos é um dos fatores primordiais. Utilizar acessórios e lâmpadas de baixa qualidade é um dos principais erros na iluminação.

Tenha em mente que a vida útil, o consumo de energia e a eficiência dos itens escolhidos influenciam diretamente no custo benefício.

É importante destacar também que um bom projeto de iluminação de quarto leva em consideração tanto a funcionalidade como o conforto visual do local.

 

Tipos de Iluminação para quarto

Além de garantir a luz, o item também se tornou parte da decoração, e diante de uma infinidade de modelos é difícil escolher apenas uma opção.

Para facilitar essa escolha, iremos ajudar a decidir qual a iluminação ideal e a que mais se adequa em termos de funcionalidade e composição para o seu ambiente.

1 – O Plafon é o tipo de luminária ideal para ser utilizado como iluminação geral do quarto.

Além de uma distribuição uniforme pelo ambiente, proporciona uma iluminação menos cansativa, difusa e mais agradável. Existe uma infinidade de modelos para todos os gostos.

Considere que a pessoa deitada terá visão direta da peça, então modelos com difusores de acrílico leitoso ou vidro jateado caem como uma luva.

Utilize pendente centralizado para oferecerem uma boa luminosidade na área central do quarto, em especial a cama, assim irá fornecer uma luz mais aconchegante e agradável ao ambiente.

2 – Os abajures são uma boa opção para quem não abre mão de uma boa leitura antes de dormir.

Confortável e prático, esse tipo de iluminação foi e ainda é utilizado como um dos itens principais tanto para a decoração como para a iluminação do quarto.

3 - Para quartos que dispõem de pouco espaço, uma opção favorável são as luminárias de mesa articuladas.

Existem diversos modelos, com opções mais flexíveis que possibilitam um maior direcionamento e rotação sem precisar tirar o objeto do lugar.

4 – Utilize pendente em cima do criado mudo. Esse tipo de luminária permite atuar como um abajur suspenso, otimizando ainda mais o espaço sobre o móvel. E um pouco de ousadia é legal!

Não precisam ser 2 peças iguais, elas podem apenas estar dentro da mesma linguagem. Alguns projetos que utilizam peças médias também ficam bacanas, como um lustre de cristal com três velas. Não necessariamente tem que ser um pendente pequeno!

5 – Para uma luz de baixa intensidade, sem a visualização direta da fonte luminosa, a sanca é uma das opções ideais.

6 – No quarto a sanca de gesso com LED também pode ser instalada como objeto de destaque na composição.

7 – Outro ponto: spot em cima da cabeça de quem está deitado não é recomendado, explore as áreas de circulação laterais da cama para colocar spot.

8 – A sanca também pode ser utilizada como iluminação geral, desde que bem projetada para iluminar todo o ambiente.

Cortineiro iluminado funciona super bem, a contra sanca fica super integrada a arquitetura é uma solução que sempre dá certo.

Atenção na sanca: a fita de led deve ser de alto fluxo, com potência superior a 14,4 watts por metro. A fita de led convencional de 4,8 watts por metro é apenas para aplicação em degraus, prateleiras e detalhes do tipo.

Em sanca, o ideal é usar uma fita de alto fluxo, que possui pacote luminoso equivalente a uma lâmpada tubular, e também usar bobina de 25 metros, que devido a quantidade tem custo mais baixo que o rolo de apenas 5 metros e deixa a instalação sem emenda, consequentemente não cria marca de luz. Fica como a da foto, bem homogênea.

Não podemos esquecer da função decorativa do objeto, tem que harmonizar como um todo.

9 – Lustres utilizados como iluminação geral, podem ser também utilizados em conjunto com outras formas de iluminação para criar um pouco de desenho de luz, criar sombras, áreas mais claras e mais escuras.

Experimente utilizar um lustre de cristal no quarto, esse tipo de iluminação permite uma sofisticação maior no ambiente e cria sempre um clima romântico, delicado!

10 - O spot de trilho vem para deixar o ambiente ainda mais moderno.

Sua iluminação de destaque se adapta muito bem com diversos estilos. Apesar de ter uma aplicação mais comercial, o trilho veio para ficar e fica super descolado em quartos também! Principalmente quando não se tem forro.

11 – O spot de embutir também pode ser utilizado como iluminação geral.

Desde que bem distribuído, ele pode proporcionar uma iluminação uniforme e agradável ao ambiente. Estamos falando de um espaço residencial, só com spot dá para fazer a geral com a luz rebatida. Não necessariamente tem que ter um sistema de luz de enchimento!

 

Gostou da ideia de um projeto luminotécnico em casa?

Se você gostou da ideia de ter um projeto luminotécnico em casa e de ter uma iluminação para o quarto que seja especial, aproveite que no site da Arqplace você encontra as melhores opções de materiais para compor esses projetos.

Aqui temos peças de diferentes preços, todas com excelente qualidade e ótima indicação.

Acesse agora o nosso site e saiba mais detalhes falando com um de nossos especialistas!

 

Fale conosco
pelo Whatsapp